Síntese dos hormônios sexuais
9 de agosto de 2008 | Autor:

Tudo começa com o Colesterol

Essa reação começa a acontecer quando se inicia a puberdade, por volta dos 10 anos e quando existe alguma disfunção do hipotálamo, a produção de gonadotrofinas é deficiente e aí podem aparecer quadros de puberdade tardia.


A pregnenolona, por sua vez, vai formar a Dehidroepiandrosterona e a Progesterona ao mesmo tempo, conforme reação:


A Dehidroepiandrosterona se converterá em D 4-ANDROSTENEDIONA enquanto a Progesterona vai formar a 17-a -HIDROXI-PROGESTERONA, conforme a reação:

A 17a -Hidroxi-progesterona também se converte em D 4-Androstenediona conforme a reação vista acima.

A D-4-Androstenediona se converterá em testosterona nas células de Leydig no homem e em estrogênio, nos folículos de Graff do ovário da mulher, conforme a reação:

A reação de conversão da androstenediona ocorre no testículo, no homem e no ovário, na mulher. No testículo a reação é praticamente expontânea, pois a androstenediona só necessita de um próton H+ para se converter em testosterona, enquanto no ovário ela sofre a ação de enzimas como a AROMATASE, que forma o anel aromático e da 21-hidroxilase, que adiciona um próton H+ à androstenediona. Quando existe deficiência da 21-hidroxilase, existe um aumento de testosterona no sangue da mulher e se instala quadro de virilização com aparecimento de hirsutismo (pelos pelo tórax, barba, etc.), amenorréia (primária na menina púbere quando jamais menstruou e secundária na adolescente e na mulher adulta quando já teve algum ciclo menstrual) oligomenorréia, algomenorréia, mudança do timbre de voz de agudo para grave e um considerável aumento da libido, além, é claro de anovulação e dificuldade de engravidar.

A dupla ligação (veja as setas) se desfaz e o par de elétrons volta para o oxigênio que, com sobra de elétrons se liga a um próton H+ (um hidrogênio). Um dos possíveis efeitos dos esteróides anabolizantes utilizados pelos apaixonados pela musculação (halterofilismo) é justamente a inibição da enzima 21-hidroxilase que leva a um aumento na testosterona nas mulheres, fazendo aumentar a massa muscular, como no caso da recordista mundial dos cem metros rasos (atletismo) FLORENCE GRIFFITH JOYNER, que morreu de falência do miocárdio aos 38 anos de idade, apesar do corpo escultural que possuía.

[Voltar]

Categoria: Notícias