“Novos e surpreendentes mecanismos de ação da IVM são desvendados pela ciência…” Será?

Título ou chamada do vídeo abaixo, mas há diversas dúvidas quanto aos dados científicos informados pela autora.

Receptores de enzima de conversão de angiotensina II (ECA-II) ou receptores de angiotensina II (ANGI-II)? A enzima de conversão de angiotensina, a ECA, é uma ENZIMA (RANG, H.P, DALE, M. M., RITTER, 2016) ⁠e portanto, não se liga a um receptor.

Em um “paper” (resumo de estudo científico) publicado no periódico Scielo, os atores afirmam que o SARS-COV-2 usa a ẼCA como receptor de entrada nas células e não diz que a ECA seja um receptor (SCHOLZ et al. 2020).

Se o vírus se liga a receptores da ECA-II, “descobertos pela ciência”, como diz a médica, os usuários de inibidores de ECA correriam o maior risco de complicações pela doença viral chinesa porque, conforme a literatura farmacológica (RANG, H.P, DALE, M. M., RITTER, 2016), o uso contínuo de um fármaco provoca um fenômeno chamado de up regulation ou regulação para cima (aumento) de enzimas ou receptores para aquela droga e, então, os usuários de captopril, enalapril e outros IECA (inibidores da ECA) estariam todos na UTI ou no túmulo, mas de acordo com o estudo publicado na Scielo e citado acima, isso não está ocorrendo, tanto que o FDA ainda não baixou nenhum alerta sobre a utilização de IECA desde o início da pandemia, mostrando que as informações do vídeo não são muito exatas.

O mecanismo de ação anti-helmínatica da ivermectina (IVM) se baseia na abertura de canais iônicos de cloro controlados por glutamato (mecanismo encontrado apenas nos invertebrados), aumento da condutância do cloro e também por ligação a um novo local alostérico ainda não definido claramente do receptor nicotínico da acetilcolina, causando o aumento da transmissão e levando à paralisia motora do verme, ou ainda, ligando-se à receptores do ácido gama-aminobutírico (GABA) (KATZUNG, 2017).

Outro ponto estranho, para não dizer outra coisa, é a afirmação de que “fizeram uma pergunta para um supercomputador e ele identificou em bilhões de sequenciamentos de genoma de SARS-COV-2?” Sei… E quem colocou a resposta lá? A inteligência artificial ainda não chegou ao nível de raciocinar e propor protocolos de tratamento.

O pandemônio em que se transformou esta pandemia de vírus requentado pela China está servido para muita gente incompetente e sem expressividade científica alguma catapultar suas carreiras.

————————-
Referências:

KATZUNG, B. Basic and Clinical Pharmacology. 11o ed. San Francisco, CA: Mc Graw Hill, 2017.

RANG, H.P, DALE, M. M., RITTER, J. M. FARMACOLOGIA. 6o ed. São Paulo: Elsevier, 2016.

SCHOLZ, J. R.; LOPES, M. A. C. Q.; SARAIVA, J. F. K.; COLOMBO, F. C. COVID-19, Sistema Renina-Angiotensina, Enzima Conversora da Angiotensina 2 e Nicotina: Qual a Inter-Relação? Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 115, n. 4, p. 708–711, 2020. Disponível em: <http://abccardiol.org/en/article/covid-19-renin-angiotensin-system-angiotensin-converting-enzyme-2-and-nicotine-what-is-the-interrelation/>.

[Voltar]

Hits: 2