Quem primeiro chamou a atenção para o risco do uso indiscriminado de antibióticos foram os Farmacêuticos e não os médicos que são os verdadeiros causadores do problema sério enfrentado hoje de aumento de resistência bacteriana e surgimento de bactérias multirresistentes, ou seja, microorganismos que não morrem com quase ou nenhum tipo droga, por mais poderosa e “venenosa” que ela seja.

Há mais de vinte anos os farmacêuticos brasileiros vem alertando, através de seu Conselho Federal de Farmácia, acerca do risco, levando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária a baixar a Resolução da Direção Colegiada (RDC) 20/2011, que estabeleceu como premissa básica, a dispensação (venda) de antibióticos apenas sob prescrição médica, empurrando para os médicos a responsabilidade por toda e qualquer nova cepa de bactéria altamente virulenta que possa aparecer.

Por que os médicos são os culpados da resistência bacteriana?
Médico é uma profissão mercenária que vive basicamente de agrados (para não dizer outra coisa) da indústria farmacêutica, que lhes paga altas comissões para prescrever cada nova droga que ela coloca no mercado, independente de sê-la necessária, eficiênte ou segura e a resistência bacteriana surge com o uso de antibióticos de espectro cada vez mais largo, deixando de administrar um antibiótico mais antigo, de menor espectro e que tem ação sobre uma bactéria, fazendo com que elas criem mecanismos de resistência, que podem ser expressos por enzimas degradadoras de antbióticos, modificações me sua estrura celular, especialmente em sua parede celular, ou ainda em seu metabolismo, sendo estas as três frentes de ataque dos antibióticos.

De nada adianta os médicos posarem de guardiões ou redentores da saúde porque são justamente eles os culpados pela maioria esmagadora dos eventos adversos e resistência bacteriana que surgem e esta matéria supostamente alertando os usuários tem como único objetivo desviar a atenção do povo da verdadeira causa e dos verdadeiros culpados pelo número cada vez maior de bactérias multirresistentes que está assolando especialmente os hospitais.

Categoria: Notícias